Transição Capilar

Transição Capilar

Primeiro é preciso entender que você é livre para usar o cabelo que achar melhor, que se sinta bem, sendo alisado ou cacheado.
Já há algum tempo percebemos que podemos nos aceitar como realmente somos, ignorando a ditadura do “liso” imposto pela sociedade.
Com isso, precisamos tomar uma decisão dura e de muita perseverança, a do não alisamento.
Fase essa chamada de TRANSIÇÃO CAPILAR
Que nada mais é do que não colocar mais nenhum tipo de base alisante no cabelo, como relaxamento, escova progressiva ou definitiva, objetivando assumir assim o cabelo natural.
Não existe um período exato para passar pelo período de transição, pois há vários fatores envolvidos, mas podemos citar algumas das opções mais usadas:
Para aquelas pessoas que ainda não estão preparadas psicologicamente para se desapegar do cabelo liso e se reconhecer como uma cacheada, cortamos aos poucos respeitando o tempo de amadurecimento de cada pessoa.
Já aquelas que são mais radicais e resolvem fazer o BC ( Big Chop) ou( Gde Corte) como queiram, cortando todo o alisamento existente no fio do cabelo, nos relatando assim um sentimento de liberdade.
Há tb formas mais tranquilas de passar pela transição sem gdes traumas, como trança e alongamento.
Procedimentos esses que além de elevar a auto estima, ajuda no crescimento do cabelo, que respeitando o tempo de manutenção permite o crescimento do cabelo de forma natural e saudável.
Existe tb um procedimento chamado DESINTOXICAÇÃO CAPILAR (retorno dos cachos)
Esse procedimento foi desenvolvido para quem usa progressiva e quer cachear os cabelos.
Mas para esse procedimento é usado uma base química o AMP ( tioglicolato de amino metilpropanol), e a função dele é proporcionar a possibilidade de alterações na estrutura capilar, formando uma marcação ondulada.
A insegurança faz parte da transição, por isso não se sinta sozinha, tenha seu cabeleireiro como seu aliado.

Deixe uma resposta